Hino de Santa Maria Madalena

TORRÃO NATAL

(Luiz Muniz e Carmindo Feijó)


Ave berço, querido, Ave Terra, Em que nós recebemos a vida Em teu seio formoso se encerra Toda imagem da Pátria querida Vales, campos, fraguedos sem conta, Nos teus bosques em flor, que Quando o sol no horizonte desponta Para nobre batalha do dia.


Torrão Natal, tu Madalena, És um sacrário para nós, Por ti aos céus, Pátria pequena, Se eleva em coro a nossa voz.


Terra meiga que tanto adoramos Não és grande, ao contrário és Mas que importa se tanto te amamos Se lutamos por ti Madalena.


Forasteiros, também viandantes, Já te chamam de mãe berço amado E teu nome em terras distantes Com ternura e carinho é lembrado

Torrão Natal, tu Madalena, És um sacrário para nós, Por ti aos céus, Pátria pequena, Se eleva em coro a nossa voz.


Na grandeza de tuas florestas Na beleza do teu infinito, A bondade de Deus Manifesta Berço humilde, sagrado, bendito.


E qual nova Canaã adorada É o nosso desejo profundo Tudo, tudo nos diz a terra amada, Que és um pouco do céu deste mundo.


Torrão Natal, tu Madalena, És um sacrário para nós, Por ti aos céus, Pátria pequena, Se eleva em coro a nossa voz.